BBN Radio
Como ir ao CéuRádioInstituto BíblicoChatRecursosIdiomasDoaçõesFale Conosco
Livros|Ajuda & Ferramentas|
 

Privacidade

O Lar Cristão

Capítulo 2

MARIDO - O CABEÇA DO LAR

 

Capítulo 2

MARIDO - O CABEÇA DO LAR

A primeira coisa que devemos aceitar é que os homens e mulheres são diferentes. Os homens possuem qualidades masculinas e as mulheres qualidades femininas. A composição física de um homem é diferente desde a formação do seu DNA. Homens e mulheres são diferentes fisicamente, emocionalmente, psicologicamente, mentalmente e relacionalmente. Deus projetou primeiro o homem e determinou que ele precisava de uma ajudadora, assim criou Eva. No entanto, ambos foram criados à imagem de Deus. “Criou, pois, Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.”(Gênesis 1:27). Isto os tornam iguais diante de Deus.

Deus claramente deu diferentes papeis ao marido e à esposa com uma ordem clara para o marido. Ele deve “apresentá-la a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem qualquer coisa semelhante, mas santa e irrepreensível.” (Efésios 5:27), e deve fazê-lo assim “Assim devem os maridos amar a suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo.” (Efésios 5:28). Que alvo pessoal Ele tem colocado diante do marido? Ele deve mostrar o mesmo interesse por ela em todos aspectos como: “nutri-la e protegê-la”, ter a mesma atitude de auto-sacrifício e amor que teve Cristo pela Igreja. Quando um homem trata assim sua esposa, ele terá uma esposa que facilmente o respeitará e irá submeter-se a ele ‘como ao Senhor’. Ele deve entender que uma mulher não é propriedade do homem mas sua parceira.

De fato, este relacionamento determina a eficácia da oração do homem e impactos tremendos em sua vida acontecerão “Igualmente vós, maridos, vivei com elas com entendimento, dando honra à mulher, como vaso mais frágil, e como sendo elas herdeiras convosco da graça da vida, para que não sejam impedidas as vossas orações.” (I Pedro 3:7). Isto não é uma referência a sua vida moral, mas ao aspecto do corpo físico que exige respeito, honra e amor se você quiser ser eficaz na obra do Deus.

Mesmo no jardim do Éden, Deus tornou claro que o propósito de Sua criação era encher e multiplicar a terra. A reprodução tem sido um claro objetivo na obra de Deus. No próximo verso, Deus ordena algo que encerra questão com relação à perversão da sociedade dos dias de hoje. Ele disse, “Então Deus os abençoou e lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos.” (Gênesis 1:28). Apesar do que o homem moderno diz, não há dúvida que a homossexualidade é uma perversão maldosa do plano original de nosso criador. Eles não podem reproduzir-se fisicamente. Sodoma e Gomorra tentaram violar este princípio. Deus os destruiu como exemplo deste juízo pela violação de seu plano divino. Se você ainda tem dúvidas sobre isto, leia Romanos 1:26-27.

O significado da palavra “esposo” vem do latim 'sponsare’ que é sustentador, patrocinador. Ele é aquele que deve amarrar (sustentar) juntos o lar. Se o laço se romper, o lar desmorona. A mesma palavra infere que o esposo deve ser um líder, um protetor e um provedor com muito CTA – “Cuidado, Ternura e Amor”.

Exige-se um Sacrifício

Agora chegamos nos deveres de um marido para com sua esposa, que podem ser resumidos numa palavra: AMOR. “Vós, maridos, amai a vossas mulheres” (Efésios 5:25). Não é uma opção, mas como podemos medir a altura e profundidade desta palavra? Usamos esta palavra para descrevermos coisas como: “Eu amo meu carro”, “Eu amo meu cachorro” ou “Eu amo andar a cavalo.” No entanto, quando falamos de amor num relacionamento conjugal, o sentido da palavra se transforma em algo muito mais elevado.

A Bíblia diz, “Vós, maridos, amai a vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela” (Efésios 5:25). A medida completa deste amor é impossível de ser compreendida pelo homem mortal, mas deve ser o alvo de cada marido sincero, porque é exigido que ele tenha esse amor! Se um homem de fato pensa sobre isto, então todo egoísmo morrerá dentro dele no altar do casamento. O que está embutido no amor quando se fala da vida de casado? No casamento, a esposa se torna muitas coisas para seu marido, mas a mais importante de todas é sua melhor amiga. Os versos seguintes nos dão uma compreensão clara deste amor colocando este amor em perspectiva: “Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos.”(Joao15:13). Jesus deu este exemplo para nós na cruz. Não podemos fazer menos por nossa melhor amiga: nossa esposa. Agora vejamos o que isso tem a ver com o casamento.

A esposa pode também se sentir pressionada em muitas direções diferentes. Talvez nenhuma delas seja necessariamente ruim, no entanto, Deus estabelece prioridades no lar, e devemos fazer o mesmo. O marido é responsável por estabelecer orientações e ser exemplo de líder no lar. Não deve desprezar sua esposa mas ela deve apóia-lo e segui-lo sendo guiados juntos pelos princípios bíblicos.

O marido deve ser líder em oração nas refeições e nas devocionais domésticas à noite com sua esposa e filhos. Ele deve ser um estudante da Palavra aplicando os ensinos e verdades bíblicas às muitas situações que surgem no lar. Ele deve levar sua família a igreja, não mandá-la simplesmente. O lar e a igreja devem trabalhar juntos na construção de um casamento tendo Jesus Cristo como cabeça

Liderança física e espiritual

Há homens que podem ser grandes amantes mas líderes terríveis, e há homens que são grandes líderes mas terríveis amantes. O ego masculino com freqüência se encontra exaltado bem além de sua capacidade real. A chave é o equilíbrio. Ambos, marido e mulher devem se esforçar para alcançar o equilíbrio dentro de seus papeis. O compromisso colocará stress e tensão na relação conjugal. O lar é prioridade e o equilíbrio é o ingrediente chave no investimento de nosso tempo. O marido pode estar envolvido com reuniões de negócios, envolvido na igreja várias noites por semana, ou ser viciado em esportes- a lista pode ser infinita. Tenha certeza que haverá milhares de coisas que poderão consumir seu tempo e levá-lo para longe de casa. No entanto, a Bíblia claramente ensina a ordem de prioridades para a vida familiar. A chave é a ‘submissão’.


1. Ao Espírito Santo (Efes. 5:18-19)

2. Um ao outro no temor de Deus (Efes. 5:21)

3. Esposas ao marido (Efes. 5:22)

4. Marido a Cristo (Efes. 5:25)

5. Filhos aos pais (Efes. 6:1)

6. Servos aos seus mestres (Efes. 6:5)

7. Mestres a Deus nos Céus (Efes. 6:9)


Provisão Material


A palavra ‘amor’ inclui muitas responsabilidades e muitas implicações. Nos votos nupciais, o marido assume o dever do sustento, e nenhum homem de verdade se furtará a essa obrigação. A Bíblia tem palavras duras para os homens que não levam muito a sério este aspecto. Ela diz: “Mas, se alguém não cuida dos seus, e especialmente dos da sua família, tem negado a fé, e é pior que um incrédulo.” (ITimóteo 5:8). Normalmente, não é muito bom quando a esposa tem que sair em busca do pão diário, especialmente quando há filhos em casa. Os psicólogos dizem que os maiores impactos na vida da criança acontecem até os seis anos de idade. Pode ser a mãe ou uma babá que vá moldar a vida de seu filho. Qual terá sido a escolha de Deus? No entanto, podem haver circunstâncias, ocasionalmente, em que surjam necessidades, mas não deveria ser a norma. É responsabilidade do marido prover as necessidades da família e fazer o melhor que puder para honrar essa responsabilidade diante de Deus.

Muitos maridos cometem um erro aqui. Em seu zelo de prover com abundancia para os filhos e esposa, eles se esquecem do Senhor. Eles se esquecem de colocá-lo na parceria. Não contribuem em nada para a obra de Deus nem ministério algum,e se perguntam porque Deus não os abençoa mais abundantemente.“Antes te lembrarás do Senhor teu Deus, porque Ele é o que te dá força para adquirires riquezas...” (Deuteronômio 8:18). O homem sábio e verdadeiro não dividirá com seus filhos e esposa aquilo que pertence ao Senhor dos exércitos. II Coríntios 8-9 claramente nos dá instruções que ofertar ao Senhor deve ser parte de um lar cristão. O marido deve prover as necessidades materiais para o lar, mas Deus é o provedor-mor de nossas necessidades. Ao dar para Ele, você pode então confiar nesta promessa "Meu Deus suprirá todas as vossas necessidades segundo as suas riquezas na glória em Cristo Jesus.” (Filipenses 4:19).

Unidade

Ao se casar com uma mulher, o homem está dizendo a ela que dentre todas as mulheres da terra, por aquele ato, ele a escolheu. Unidade no casamento significa que dois se tornaram como um- o que afeta um, afeta ao outro. Deve haver um terno cuidado em amor e compreensão desta pessoa especial. Quando se vive juntos como um, Deus dá esta ordem especial “Igualmente vós, maridos, vivei com elas com entendimento, dando honra à mulher, como vaso mais frágil, e como sendo elas herdeiras convosco da graça da vida, para que não sejam impedidas as vossas orações.” (I Pedro 3:7). Tratar sua esposa de forma errada diminui o impacto de sua oração em toda sua vida. Quando sua beleza física diminuir, sua face estiver enrugada, quando a voz dela já não for como música, quando a doença aparecer, o marido devera amá-la mais profundamente como nunca. Você se dará a ela “como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela,” (Efésios 5:25). Este é um alto padrão, e para o marido cristão, este é um padrão a ser praticado até que o céu os receba no lar.

Zonas de perigo…Tanto o tratamento quanto os pensamentos em relação a outras mulheres devem ser vigiados. O ‘desejo da carne’ é uma das mais fortes tentações para o homem, e o diabo usará isto para destruir seu casamento. Não diga que isto não pode acontecer com você. Leia a história de Davi, Salomão e outros. O marido deve guardar seu coração e mente nessa área. Um homem deve tratar com pureza uma mulher. (I Timóteo 5:2). Ele deve evitar quaisquer pensamentos que envolvam atividade sexual fora do casamento. (Efésios 5:3-4 e Hebreus 13:4).

Jó fez um “pacto com os meus olhos; como, pois, os fixaria numa virgem?” (Jó 31:1). Ele comprometeu-se a não olhar (ou pensar) em outra mulher com intenções impuras. Para proteger seu casamento você precisa proteger seus olhos. Se aparecer algo inapropriado na TV, mude de canal, se aparecer na revista, vire a página, se aparecer na tela do computador, imediatamente delete isto. Frisando, guarde seus olhos e mente e você guardará seu coração. Você pode pensar que pode lidar com isso sem problemas mas você está errado. Deus nos dá a resposta – FUJA – “Foge também das paixões da mocidade,” (II Timóteo 2:22).

Consideração

Na maioria das vezes, os homens são descuidados com o tato. O problema e que se baixa a guarda, e acaba ficando acostumado a uma vida tranqüila e hábitos fáceis em casa. Na loja ou na rua, você é excessivamente cuidadoso, atencioso e educado. Você é atencioso para não magoar os sentimentos de uma senhora em seu local de trabalho, mas quando chega em casa, você extravasa todos os seus problemas e fala tudo que ficou engasgado o dia todo. Você pode ser curto e grosso e ferir com suas palavras. As perguntas são respondidas impacientemente, com rudeza e num tom de voz irritado. Você pode achar que pelo fato de ela ser sua esposa, ela deveria saber que você a ama, mesmo se for rude para ela. Você acha que ela não deve se importar com nada que você diz ou faz, mesmo se isto for grandemente ofensivo para ela. No entanto, você se esquece que ela tem sentimentos, e ela também talvez tenha tido um dia difícil.

Outro grande erro que ocorre no lar é que você não coloca seus melhores esforços no sentido de ser mais paciente e cheio de bondade. Há homens que não dizem nada ruim ou com grosseria em casa, mas dizem poucas palavras ternas e amorosas. Falam pouco,de forma enérgica e técnica. O calor do homem que ama e do marido recém-casado estranhamente desapareceu. As promessas de ‘amar e respeitar’ logo foram esquecidas. Que falta visão! Palavras de amor precisam ser cultivadas também como todos os outros tipos de amor, e se não o alimentarmos, ele morre.

Existem momentos em que um homem precisa ser ainda mais sensível e solícito para com sua esposa. Uma criança pode ter ficado doente o dia todo ou pode tê-la aborrecido com sua desobediência; o trabalho doméstico pode estar atrasado, ou durante todo o dia aconteceram coisas atípicas. Ela pode se sentir magoada e sozinha e se seu marido é carinhoso e demonstrar isso, então aquelas memórias do dia logo desaparecerão. Pede-se tão pouca consideração para se apagar as batalhas do dia a dia e restaurar a alegria do coração!

Conselhos

Parte-se do princípio que se um homem sente que uma mulher é digna de ser sua esposa, ele a vê como sendo uma pessoa madura e inteligente. Mesmo depois do casamento, alguns homens tratam suas esposas como se tivesse o mesmo nível mental de crianças pequenas. Eles nunca compartilham com elas sobre seus negócios e as batalhas do dia. Embora uma mulher não saiba tudo de negócios, ela pode ser uma excelente conselheira às vezes vendo a figura no todo. A mulher mencionada em Provérbios 31 revela que é sabia para seu marido que por sua vez busca seus conselhos. Talvez ela não conheça os detalhes como o marido, mas de fato é a intuição ligeira da mulher que sempre a lançará na direção correta, enquanto a lógica masculina é lenta nas conclusões. Assim o fato dela estar mais ou menos de fora, fará de seu julgamento algo mais claro e preciso. O homem sábio é aquele que busca conselhos nos negócios. Muitos homens agradecem aos julgamentos da esposa pelo fato de estarem bem nos negócios e terem feito fortuna.

Grande sinceridade

A cabeça e o coração devem estar sincronizados. Deus nos livre de alguém que é um ‘zé-ninguém’ no trabalho e um tirano implacável em casa. Ele ama ter prioridade e ser o dominador, valentão tirano do círculo familiar, balbuciando ordens e ameaças para esposa e filhos como um animal feroz. Dos mais desprezíveis, este é o pior. Esta é a violação total do plano de Deus para a relação marido-mulher.Este homem não tem a mínima idéia do que seja “maridos, amais vossas esposas”.

Rendei-vos a Cristo

Talvez este pensamento já esteja em seu coração. Alguns homens são carinhosos com suas esposas. Eles providenciam tudo que elas precisam. São sinceros e as têm em consideração. Aconselham-se com elas e são bons para com elas, mas quando se fala de assuntos espirituais, eles recuam e não participam da adoração conjuntamente. Eles se abstêm da parte mais sagrada e profunda da vida da esposa. Ela vai a igreja sozinha e sozinha participa da Ceia do Senhor. Sozinha se ajoelha para orar e sozinha nutre as esperanças e aspirações de sua alma. Sozinha, ela deseja mais que tudo neste mundo que seu marido se renda a Jesus Cristo e faça-o Senhor e Salvador. Ele em nada participa com ela nisto.“ou, se uma casa se dividir contra si mesma, tal casa não poderá subsistir” (Marcos 3:25).

Ele nega os próprios votos feitos no altar. Deus nos fez corpo, alma e espírito. Negar a parte espiritual deste relacionamento sagrado é fazer-se de cego na parte mais importante desta união. Poderíamos dizer a cada esposa que talvez nesta situação, que tal casamento não é como Deus o idealizou! Somente sua Graça a sustentará e ela pode se apegar à promessa que seu testemunho poderá levar a conversão de seu cônjuge. “Semelhantemente vós, mulheres, sede submissas a vossos maridos; para que também, se alguns deles não obedecem à palavra, sejam ganhos sem palavra pelo procedimento de suas mulheres” (I Pedro 3:1).

Se juntos vocês não são um na alma e no espírito, então este casamento não funciona da forma como Deus o idealizou. Tal atitude da parte do marido é muita errada e repreensível, e Deus o levará a julgamento para que responda por isso. Isto é um grande mal para a esposa cristã e seus filhos, e as conseqüências de suas ações serão reveladas no dia do Juízo.

Os corações devem estar unidos em comunhão eterna. Os anos aqui na terra são preparatórios para uma união que perdurará para além do vale da sombra da morte e para todo o sempre. Cremos que muitas lágrimas serão derramadas nos céus por aqueles casamentos que Deus quis restaurar mas não pode fazê-lo. Ele enxugará toda lágrima, mas teremos memórias do que poderia ter sido. Oramos para que Deus ajude ao marido cujo relacionamento não está correto para que pense nestas coisas e entregue sua vida a sua esposa e filhos e principalmente e mais importante, torná-lo Senhor e Salvador de sua vida.

Se as coisas não estão tão bem como deveriam, você pode consertá-las agora. Se um amigo batesse em sua porta agora você o convidaria para entrar. Jesus bate a porta de seu coração, mas cabe a você convidá-lo para entrar, pois Ele somente entrará se convidado. Ele limpará seu coração e o tornará num lugar onde você e Ele terão comunhão todos os dias da sua vida. Ele diz “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir (você) a minha voz, e abrir a porta,entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.” (Apocalipse 3:20).


 

 

PARA A SUA INFORMAÇÃO – A Lei Internacional de Direitos Reservados protege todos os materiais da página da internet da  Bible Broadcasting Network, Inc. (Rede de Radiodifusão Bíblica).  Isto inclui áudio, literatura e qualquer arquivo de vídeo. Para reproduzir ou publicar qualquer material, deve-se ter a permissão por escrito da BBN. Qualquer utilização dos materiais acima em reprodução para venda é estritamente proibido por lei. No entanto, uma vez que a BBN é um ministério e o material é para o seu crescimento espiritual pessoal, você pode gratuitamente fazer download de materiais se o propósito for para o seu uso pessoal.   
Copyright (c) 2006.

BBN ao Vivo

No Ar:
Conferência Bíblica
Vários Pastores
Histórias Verdadeiras

Login                                                                                          Biblia Online   Copyright   Privacidade